quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Trump, Temer e Moro trazem de volta o fantasma de 1964!
Por Emanuel Cancella

No Brasil, para nossa salvação, temos que caminhar para ter somente dois partidos: o de Tiradentes, o patrono de nossa independência, e o do traidor, Joaquim Silvério dos Reis.   

                                            Resultado de imagem para Tiradentes: o patrono de nossa independencia.                             Veja o vídeo desta matéria em: https://www.youtube.com/watch?v=Zr_YNW2W4vM


Donald Trump, com sua política belicista, ameaça intervir na Venezuela e fala em destruir totalmente a Coreia do norte, de Kim Jong-um. Esquece ele que estamos no mesmo barco, e essa guerra pode destruir o mundo.

Não sabemos quem é mais doido, Trump ou Kim, mas sabemos que estamos diante de uma ameaça muito maior que a última grande guerra mundial, até porque entraram em cena as chamadas bombas atômicas e de forma generalizada.

O golpista Michel Temer se agarra a Trump, como um náufrago ao salva-vidas. E Trump, aproveitando-se da submissão de Michel Temer, quer usar nossas forças armadas contra a Venezuela. Na verdade, ele quer, nem que seja através da intervenção, apossar-se do petróleo tanto da Venezuela quanto do Brasil.

A Venezuela detém a maior reserva de petróleo do planeta, passando a Arábia Saudita, e o Brasil desenvolveu tecnologia inédita no mundo, que permitiu a descoberta do pré-sal, a maior descoberta petrolífera da atualidade.

- Moro, assumindo sua contribuição ao golpe que corrói o Brasil, saiu em defesa de Michel Temer, cancelando 21 das 41 perguntas de Eduardo Cunha, em sua delação (8).  

O juiz Sergio Moro tem sobre si fortíssima suspeição, muito mais que simples convicção, de corrupção e de estar mancomunado com os americanos:

- Moro convocou os procuradores estadunidenses para fiscalizar a Petrobrás. Também mandou os maiores corruptos da Companhia testemunharem contra ela, em tribunais ianques. E não por acaso, Moro foi tema das principais revistas americanas, Fortune e Time, esta última lhe premiando, como já lhe premiara a apoiadora de todos os golpes no país: a Globo (9,12,13).

- A  Lava Jato atua em duas frente a saber, a  primeira, entregando nosso petróleo aos gringos, via o nomeado pelo golpista Temer, o tucano Pedro lalau Parente. Isso porque dá carta branca a Lalau, em sua gestão criminosa, mesmo Parente sendo réu, desde 2001, na venda ilegal de ativos da Petrobrás, que deu um rombo de R$ 5 BI a Petrobrás, na época (5).

E Parente, nessa liquidação avalizada pela Lava Jato, continua a entregando ativos estratégicos da companhia sem licitação, vendendo para quem quer e pelo preço que ele mesmo determina: entre tantos outros, foi assim com o campo de Carcará, a preço de um refrigerante o barril de petróleo, e a petroquímica de Suape, pelo preço de 5 dias de faturamento (6,7). 

A dupla Pedro Lalau Parente e a Lava Jato patrocina, além da entrega da Petrobrás, a destruição da engenharia nacional, o fim da indústria naval e o desemprego em massa (3,4). É a destruição de um país!

Nem denúncia formalizada ao MPF, em novembro de 2016, solicitando intervenção quanto à omissão da Lava Jato, adiantou. Muito pelo contrário, o MPF, em dezembro do mesmo ano, a pedido de Moro, intimou o autor da denúncia e até hoje não tomou qualquer medida para coagir esse conluio que levará à entrega de nosso ouro negro (1,2).
    
A segunda frente da Operação sai do escopo principal, que seria o de investigar a Petrobrás, e parte para  atacar governos populares: com Dilma na véspera da eleição, só para favorecer o tucano, Aécio Neves, pois foi da Lava Jato que saiu a farsa de que Lula e Dilma sabiam da corrupção na Petrobrás - o próprio advogado do pseudo delator negou (9).

E agora Moro tenta, de todas a formas, tirar Lula da eleição de 2018, já o condenou sem provas, falta torná-lo inelegível. 

Depois de tantas arbitrariedades, a gota d’ água contra a reputação de Moro foi o depósito do advogado Tacla Duran na conta da esposa de Moro, Rosangela Moro. Quem fez a denúncia foi a revista Veja, com base em informação da Receita Federal. E a propina na conta de Rosângela foi fruto da negociação entre o amigo, compadre, e ex-sócio de sua esposa, advogado Zucoloto e o advogado da Odebrechet, Tacla Duran.

O dinheiro na conta da mulher de Moro foi para pagar membros da lava Jato, num acordo de delação premiada, pelo qual Duran, entre outras benesses, pagaria sua pena em prisão doméstica (1).
Agora dá para entender como tanto bandido confesso na Lava Jato vai para casa com tornozeleira!

A justiça começa a se manifestar contra Moro: “Procuradora Pede Que Suspeição de Moro Seja Debatida No STJ”, a representante do Ministério Público citou, foto em que o juiz Sérgio Moro aparece rindo numa festa ao lado do senador Aécio Neves (10)...

O golpe, em todas as suas nuances, só vai ser derrotado quando unirmos toda a sociedade em dois partidos, como dizia o saudoso Barbosa Lima Sobrinho: o Partido de Tiradentes, o patrono de nossa independência, e o partido de Joaquim Silvério dos Reis o  traidor.    


Rio de Janeiro, 21 de setembro de 2017. 

Autor: Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, ex-presidente do Sindipetro-RJ, fundador e ex diretor do Comando Nacional dos Petroleiros, da FUP e fundador e coordenador da FNP , ex-diretor Sindical e Nacional do Dieese, sendo também autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro” que pode ser adquirido em: http://emanuelcancella.blogspot.com.br/2017/07/a-outra-face-de-sergio-moro-pontos-de.html.

OBS.: Artigo enviado para possível publicação para o Globo, JB, o Dia, Folha, Estadão, Veja, Época entre outros órgãos de comunicação.

(Esse relato pode ser reproduzido livremente)

Meus endereços eletrônicos:

http://emanuelcancella.blogspot.com
.
https://www.facebook.com/emanuelcancella.cancella
 





quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Tacla Duran, que detonou a Lava Jato, sofre ameaça de morte!

por Emanuel Cancella
 Duran mostra extratos da Odebrecht que foram falsificados para Lava Jato usar contra o PT

Veja o vídeo da matéria em:  https://www.youtube.com/watch?v=nxWKmb0_Pqw

                    Resultado de imagem para Moro desesperado?
Duran depositou propina na conta da mulher do juiz Sergio Moro, quem divulgou isso foi a revista Veja com base em informação da receita Federal. Com certeza o dinheiro que Duran depositou na conta de Rosangela Moro foi para pagar a Lava Jato no acordo de delação premiada negociado entre o advogado Zucoloto e Duran. Zucoloto é compadre de Moro, e ex-sócio de sua esposa, Rosangela Moro (1).

E agora a bomba: “Duran mostra extratos da Odebrecht que foram falsificados para Lava Jato usar contra o PT (2)”

Moro tentou em vão bloquear o lançamento de meu livro “A outra face de Sergio Moro” por que mostro com fatos que muito mais que combater a corrupção na Petrobrás, ele blinda os tucanos e tenta entregar a Petrobrás.  

Essa adulteração de extratos para usar contra o PT se soma a denuncia falsa a véspera da eleição, que Lula e Dilma sabiam da corrupção na Petrobrás, divulgada em matéria de capa pela revista Veja e pelo Jornal Nacional da Globo (8). 

 E não podemos esquecer que foi o próprio Moro que mentiu para a imprensa dizendo que faltava dinheiro para Lava Jato, para desgastar a presidente Dilma (3).  

Sem esquecer que o senador tucano Aécio Neves que é recordista em delação na Lava Jato e nunca foi investigado muito menos preso e nem teve vazamento para a mídia (4).   E o tucano FHC varias vezes denunciado por corrupção na Petrobrás e em muitas envolvendo o próprio filho nunca foi investigado pela Lava Jato (5,6).

Moro não quer aceitar os conselhos da sua real escudeira a revista Veja, que fez a denuncia do deposito de propina na conta de sua esposa,  porem recomenda somente que ele se reconheça impedido de julgar o advogado, Tacla Duran.
Moro não abre mão de julgar Duran. Com certeza com medo, pois sabe que Duran, que diz que tem tudo gravado pode acabar com sua carreira e detonar a Lava Jato.

Moro, julgando Duran pode manipular seu depoimento como fez várias vezes na Lava Jato, não aceitando a denuncia ou cancelando perguntas como fez com a delação de Eduardo Cunha cancelando 21 das 41 perguntas, para proteger o presidente golpista Michel Temer (7).  

Quem estaria ameaçando Duran de morte (9)?     


9 - http://www.diariodocentrodomundo.com.br/tacla-duran-o-doleiro-que-pode-detonar-lava-jato-diz-ter-recebido-ameacas-por-joaquim-de-carvalho/

Rio de Janeiro, 20 de setembro de 2017. 

Autor: Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, ex-presidente do Sindipetro-RJ, fundador e ex diretor do Comando Nacional dos Petroleiros, da FUP e fundador e coordenador da FNP , ex-diretor Sindical e Nacional do Dieese, sendo também autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro” que pode ser adquirido em: http://emanuelcancella.blogspot.com.br/2017/07/a-outra-face-de-sergio-moro-pontos-de.html.

OBS.: Artigo enviado para possível publicação para o Globo, JB, o Dia, Folha, Estadão, Veja, Época entre outros órgãos de comunicação.

(Esse relato pode ser reproduzido livremente)

Meus endereços eletrônicos:
http://emanuelcancella.blogspot.com.
https://www.facebook.com/emanuelcancella.cancella 


   


terça-feira, 19 de setembro de 2017

Lava Jato e MPF são coniventes com a entrega criminosa da Petrobrás.

 Por Emanuel Cancella

 Leia, na íntegra, a denúncia formalizada ao MPF, em novembro de 2016, e até hoje sem resposta.
Veja o vídeo dessa matéria: https://www.youtube.com/watch?v=VQKfZSknpdk

                                Resultado de imagem para petrobrás simbolo de luta e superação do povo brasileiro
A única manifestação do MPF foi, em dezembro do mesmo ano, intimando o autor,  a pedido do juiz Sergio Moro, por possível crime contra a honra do servidor público (1ª).

“EXMO(A). SR(A). PROCURADOR FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO - RJ.
EMANUEL JORGE DE ALMEIDA CANCELLA, brasileiro, industriário, RG 75.300 OAB/RJ, CPF: 255.264.137-72, com endereço comercial na Avenida Passos, 34, Centro, Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ, 20051-040 como cidadão brasileiro e empregado da sociedade de economia mista Petróleo Brasileiro S.A. Petrobrás, integrante da administração federal indireta e controlada pela União,  funcionário da Petrobrás, dirijo-me a essa instituição para fazer as seguintes denúncias:
O Ministério Público (MP) é uma instituição permanente, essencial à função jurisdicional do Estado, incumbindo-lhe a defesa da ordem jurídica, do regime democrático e dos interesses sociais e individuais indisponíveis (art. 127, CF/88). 

A Petrobrás é uma empresa estatal vinculada à administração federal indireta, motivo pelo qual, como patrimônio público, deveria ser objeto de defesa, por parte  dos órgãos estatais, dentre os quais o Ministério Público. 
Nesse contexto, causa estranhamento que na denominada Operação Lava Jato, na qual concorrem juízes, procuradores e agentes da Polícia Federal, se tenha extrapolado o objeto central da investigação, vale dizer, desvios na gestão da Companhia, atuação que vem causando imensos danos à imagem e patrimônio da própria Petrobrás.

A Lava Jato, cujo objeto central de investigação deveria ser a gestão da Petrobrás, investiga, no mesmo contexto, a Eletronuclear (4), Transposição do Rio São Francisco (3), a construção do estádio de futebol do Corinthians (2), e até o assassinato do prefeito de Santo  André, Celso Daniel (1).
Se a Lava Jato vai além de investigar a Petrobrás, atingindo obras públicas, assassinato de prefeito e outras empresas estatais desvia o foco de sua missão principal, que é investigar a gestão da Petrobrás, quando não investiga, por exemplo, o governo Fernando Henrique Cardoso na Petrobrás apesar de inúmeras denuncias, inclusive quando o próprio ex-presidente da República revelou, em seu livro Diários da Presidência, que havia corrupção na Petrobrás durante seu governo.  

E agora, muito estranhamente, a Lava Jato, que sumariamente determinou a prisão do ex governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral não demonstra a mesma firmeza em relação por exemplo ao ex- governador de Minas Gerais, Aécio da Cunha Neves, por mais de 5 vezes delatado na Lava Jato.
E o pior, a Lava Jato não investiga os atos do atual presidente da Petrobrás, Sr. Pedro Pullen Parente, que está alienando ativos da Companhia sem a necessária licitação, em uma liquidação.
Foi assim que a atual gestão da empresa vendeu a mais rica malha de dutos da Transpetro, subsidiária integral da Petrobrás, qual seja, a malha de dutos do sudeste, o que obrigará a Companhia a pagar para utilização de um ativo que anteriormente lhe pertencia.

No mesmo sentido, e sem a necessária licitação, a Petrobrás, como acionista majoritária, vendeu a Liquigás e quer vender  a BR-Distribuidora, a empresa de maior  faturamento do Brasil.
Vendeu, também sem licitação, o petróleo do campo gigante do pré-sal de Carcará, ao preço de um refrigerante o barril, quando preço do petróleo, no mercado internacional, beira US$ 45 o barril (7).
Ignorando a legislação de conteúdo nacional, suspendeu ou cancelou encomendas de navios e plataformas a estaleiros nacionais, causando enorme desemprego e ameaçando a própria sobrevivência da indústria naval brasileira.

A Gestão do Sr. Pedro Pullen Parente tirou a Petrobrás de setores estratégicos da economia e altamente lucrativos, tais como o Petroquímico, de fertilizantes, gás e de biocombustíveis.
Outra grande preocupação que externo na presente denúncia é o fato da Lava Jato ter convocado os procuradores estadunidenses para investigar a Petrobrás (6). Segundo noticias veiculadas pela imprensa nacional e internacional, esta movimentação tem por objetivo subsidiar a Justiça de outro país para impor pesadas multas e condenações judiciais à Petrobrás, em flagrante prejuízo para seu acionista majoritário (União) e demais acionistas minoritários, notadamente os pequenos acionistas nacionais, muitos dos quais se utilizaram, inclusive, de recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço - FGTS.

A principal acusação contra a Petrobrás é que a corrupção seria o principal motivo da queda nos valores da ações nas bolsas de valores, em especial a de NY - EUA. 
Nesse particular,é importante destacar que as ações de empresas petroleiras de todo mundo tiveram queda, essencialmente por conta da substancial queda do preço do barril de petróleo.
Outro relevante motivo para a desvalorização desses papeis seria uma ação provocada pelo governo dos EUA junto a Arábia Saudita, principal produtor de Petróleo no mundo, para prejudicar os países produtores, principalmente: Rússia, Irã, Venezuela e Brasil. 

Aliás, não é a primeira vez que o governo dos EUA faz isso. 
E nesse sentido que causa perplexidade que a Lava Jato autorize que os corruptos da Petrobrás presos testemunhem nos EUA contra a empresa (8).    
Ora, por uma questão de reciprocidade indago, como cidadão brasileiro e funcionário da Petrobrás, se não seria o caso dos procuradores brasileiros irem aos EUA investigar a petroleira estadunidense, Chevron por conta de uma denuncia da maior gravidade divulgada pelo Wikleaks, publicada em vários jornais no mundo, em que, em uma troca de correspondência ocorrida em 2009 entre executivos dessa empresa e o então candidato à Presidência da República José Serra, este prometia favores a petroleira estrangeira em prejuízo da Petrobrás (5). Contudo, certamente as regras processuais norte-americanas, dificilmente permitiriam esse tipo de ofensa à soberania daquela nação.   

 E por último, é importante destacar que o Exmo. Juiz Sérgio Moro declarou nos EUA que “ ...não julgou casos relacionados ao PSDB porque investigações, sobre o partido não chegaram a ele... (9)“ 

Conclusão:

 Por tudo que por mim foi exposto, requeiro que este MPF adote as medidas necessárias para que as distorções acima indicadas sejam corrigidas, e, ainda, que as investigações sejam estendidas, de forma a apurar todas as irregularidades ocorridas no âmbito da Petrobrás que guardem pertinência como o objeto original das investigações da Lava Jato, para que prevaleça o interesse público, que sejam observados os princípios norteadores da administração pública e que não ser tenha a falsa impressão de seletividade, pelo que, confia na justa e firma atuação deste r. órgão.

Termos em que Pede Deferimento.


EMANUEL JORGE DE ALMEIDA CANCELLA
 OAB/RJ 75.300

Rio de Janeiro, 24 de novembro de 2016”.   
Fonte:
1 - https://www.google.com.br/webhp?sourceid=chrome-instant&ion=1&espv=2&ie=UTF-8#q=Lava+jato+investiga+o+assassinato+do+prefeito+de+Diadema%2C+Celso+daniel
2 - http://g1.globo.com/politica/operacao-lava-jato/noticia/2016/03/lava-jato-investiga-propina-na-construcao-do-estadio-do-corinthians.html
3 - http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/pf-deflagra-operacao-contra-desvios-na-transposicao-do-sao-francisco-com-doleiros-da-lava-jato/
4 - http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2016/07/pf-cumpre-mandados-da-operacao-lava-jato-no-rio-e-porto-alegre.html
5 - http://jornalggn.com.br/blog/luisnassif/wikileaks-as-conversas-de-serra-com-a-chevron-sobre-o-pre-sal
6 - http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/lava-jato-tera-cooperacao-dos-eua-para-chegar-a-operador-da-odebrecht/
7 - http://www.tijolaco.com.br/blog/venda-de-carcara-petrobras-perdeu-hoje-tanto-quanto-com-lava-jato-inteira/
8 - http://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2016/11/paulo-roberto-costa-assina-acordo-de-colaboracao-com-justica-dos-eua.html
9 - http://www.pragmatismopolitico.com.br/2016/08/nos-eua-sergio-moro-explica-por-que-nao-julga-politicos-do-psdb.html
                           

Emanuel Cancella que é da coordenação do Sindipetro-RJ e da Federação Nacional dos Petroleiros (FNP)”
Fonte:

Rio de Janeiro, 19 de setembro de 2017. 
Autor: Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, ex-presidente do Sindipetro-RJ, fundador e ex diretor do Comando Nacional dos Petroleiros, da FUP e fundador e coordenador da FNP , ex-diretor Sindical e Nacional do Dieese, sendo também autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro” que pode ser adquirido em: http://emanuelcancella.blogspot.com.br/2017/07/a-outra-face-de-sergio-moro-pontos-de.html.

OBS.: Artigo enviado para possível publicação para o Globo, JB, o Dia, Folha, Estadão, Veja, Época entre outros órgãos de comunicação.

(Esse relato pode ser reproduzido livremente)

Meus endereços eletrônicos:
http://emanuelcancella.blogspot.com.
https://www.facebook.com/emanuelcancella.cancella 




segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Moro, traidor, age como um agente da CIA, entregando nosso petróleo e destruindo a economia nacional!

por Emanuel Cancella


Veja o vídeo dessa matéria em: https://www.youtube.com/watch?v=cix2ZE0CVyI

                               Resultado de imagem para moro e Pedro parente

E Moro conta com apoio integral do governo golpista, do MPF e do STF.

Foi Moro que tirou, para proteger Michel Temer, 21 das 41 perguntas da delação do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Entre elas:“–Vossa Excelência recebeu o Sr. Nestor Cerveró para discutir a permanência dele na Diretoria Internacional da Petrobras?”. E continuando “– Quando Vossa Excelência o recebeu? Onde e quem estava presente? (1)”

Em novembro de 2016, denunciei formalmente, enquanto petroleiro e sindicalista, a omissão da Lava Jato perante a gestão criminosa de Pedro Lalau Parente frente à Petrobrás. O mesmo pedro lalau parente que é réu desde 2001, justamente por venda ilegal de ativos, na Petrobrás, quando dera um rombo de R$ 5 BI na companhia (2).  

O MPF nada fez quanto à omissão denunciada e ainda me atacou em dezembro do mesmo ano, quando, a pedido do juiz Sergio Moro, intimou-me sob a acusação de possível ataque à honra do servidor público, no caso juiz Sergio Moro, e até hoje não respondeu a denúncia, que anexo na íntegra (3,4).

A Dupla Pedro Lalau Parente e a Lava Jato patrocinam, além da entrega da Petrobrás, a destruição da engenharia nacional, o fim da indústria naval e o desemprego em massa(5,6). 

Pedro lalau Parente, com a cumplicidade da Lava Jato, transformou o Conteúdo Local da lei de Partilha (12.351/10) em conteúdo internacional, e agora, como no governo de FHC, navios e plataformas serão construídas no estrangeiro, gerando emprego e renda para os gringos (7).

Pedro Lalau Parente, numa verdadeira liquidação de bens públicos, tira a Petrobrás de setores valiosíssimos, estratégicos e altamente empregatícios como o gás, petroquímico, fertilizantes e de biocombustíveis, com certeza para entregar aos gringos (6).  


E para mostrar o superpoder de Moro, nem o depósito de propina na conta de sua mulher, Rosangela Moro, do advogado da Odebrecht, Tecla Duran, faz o STF, MPF se manifestarem (8). Segundo Duran, o dinheiro foi para  pagar propina aos membros da Lava Jato. E não é convicção, pois esse depósito foi divulgado pela revista Veja junto com registro na  Receita Federal!


Fonte: 1 - http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/moro-veta-21-das-41-perguntas-de-eduardo-cunha-para-temer/ 

Rio de Janeiro, 18 de setembro de 2017. 

Autor: Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, ex-presidente do Sindipetro-RJ, fundador e ex diretor do Comando Nacional dos Petroleiros, da FUP e fundador e coordenador da FNP , ex-diretor Sindical e Nacional do Dieese, sendo também autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro” que pode ser adquirido em: http://emanuelcancella.blogspot.com.br/2017/07/a-outra-face-de-sergio-moro-pontos-de.html.

OBS.: Artigo enviado para possível publicação para o Globo, JB, o Dia, Folha, Estadão, Veja, Época entre outros órgãos de comunicação.

(Esse relato pode ser reproduzido livremente)

Meus endereços eletrônicos:

http://emanuelcancella.blogspot.com.
https://www.facebook.com/emanuelcancella.cancella 





domingo, 17 de setembro de 2017

Lava Jato: Será que Moro tem permissão para picaretagem assim como James Bond tinha para matar?

por Emanuel Cancella

James Bond, que chegou a ter autorização para matar,  agia em nome da coroa britânica. Moro está a serviço de quem?

Veja o vídeo dessa matéria: https://www.youtube.com/watch?v=xoLk5ZUccB8

                     Resultado de imagem para lavajato vaza a jato
Nossos heróis fajutos sempre são comparados a super-heróis: o ministro do STF, Joaquim Barbosa, era comparado ao Batman, aliado da justiça. Joaquim Barbosa deixou sua aura de super-herói pelo caminho, quando nem sequer julgou o mensalão do PSDB, anterior ao do PT, que está prescrevendo sem julgamento (1).

Juiz Sergio Moro, também chamado de herói,segue a trajetória de Joaquim Barbosa, pois nunca nem sequer investigou um tucano. Aécio Neves, por exemplo, é recordista de denúncias na Lava Jato (2) e Moro nada fez. Aécio só foi desmascarado por conta de outro juízo.

A denúncia esclarecedora do advogado Tecla Duran afirmando que fez depósito de propina na conta de Rosângela Moro explica muita coisa que tem acontecido nessa Operação. Esse depósito foi a pedido do advogado Zucoloto, amigo de Sergio Moro. Segundo Duran, seria para pagar a Lava Jato, por conta de negociação de delação premiada, que, assim, entre outras benesses, Duran pagaria sua pena em prisão doméstica.
Essa denúncia do depósito de propina na conta da mulher de Moro foi feita pela revista Veja, com base em informação da Receita Federal (10).     

E Moro, ao que parece, pode transmitir seu superpoder para outros, como é o caso dos tucanos, FHC e Pedro Lalau Parente: o tucano FHC foi inúmeras vezes citado em corrupção na Petrobrás e em muitas junto com seu filho e o juiz Moro finge e não investigou nada (8,9).

Já Pedro lalau Parente foi indicado pelo golpista Michel Temer para presidir a Petrobrás. A Lava Jato, indicada por CPI para investigar a Empresa, só pode ter-se acumpliciado a Lalau para permitir essa gestão criminosa, até porque todos sabem que Lalau é réu em ação, desde 2001, justamente pela venda indevida de ativos na Petrobrás. Na ocasião, Lalau deu um rombo na empresa de R$ 5 BI (3).

Reforçando sua fama de picareta, Pedro lalau Parente não voltou à Petrobrás para limpar seu nome, ele volta para chafurdar ainda mais: continua a vender ativos, valiosíssimos e estratégicos, sem licitação, para quem quer e pelo preço que ele mesmo determina. Entre tantas ilegalidades, foi assim com o campo de Carcará do pré-sal, entregue a preço de um refrigerante o barril, e a petroquímica de Suape, pelo valor de 5 dias de faturamento (4,5).   

E Pedro Lalau Parente, que já vendeu fábricas de fertilizantes e de biocombustíveis, ainda anuncia a venda da BR, plataformas de petróleo, dutos etc. Pedro Lalau Parente tirou a Petrobrás de áreas valiosíssimas, estratégicas, lucrativas e altamente empregatícias, como a de petroquímica, gás, fertilizantes e biocombustíveis (6).       
Como acreditar na Lava Jato, omissa diante de tanta ladroagem?

Além de estar entregando a Petrobrás, a dupla Pedro Lalau Parente e a Lava Jato, em sua ação temerosa, já destruiu a engenharia nacional e a indústria naval, resultando em milhões de demissões de trabalhadores (11,12).    

James Bond, que chegou a ter autorização para matar, e agia em nome da coroa britânica. Moro está a serviço de quem?


12 - https://www.brasil247.com/pt/colunistas/esmaelmorais/317228/%E2%80%98Lava-jato-est%C3%A1-acabando-com-a-engenharia-brasileira%E2%80%99-denuncia-congresso-de-engenheiros.htm

Rio de Janeiro, 17 de setembro de 2017. 

Autor: Emanuel Cancella, OAB/RJ 75.300, ex-presidente do Sindipetro-RJ, fundador e ex diretor do Comando Nacional dos Petroleiros, da FUP e fundador e coordenador da FNP , ex-diretor Sindical e Nacional do Dieese, sendo também autor do livro “A Outra Face de Sérgio Moro” que pode ser adquirido em: http://emanuelcancella.blogspot.com.br/2017/07/a-outra-face-de-sergio-moro-pontos-de.html.

OBS.: Artigo enviado para possível publicação para o Globo, JB, o Dia, Folha, Estadão, Veja, Época entre outros órgãos de comunicação.

(Esse relato pode ser reproduzido livremente)

Meus endereços eletrônicos:

http://emanuelcancella.blogspot.com
.
https://www.facebook.com/emanuelcancella.cancella